Tag Archives: Prefeitura de Feira de Santana

Artista local merece respeito: Prefeitura peca e não divulga adequadamente show com grandes nomes da música feirense

Show_Encontro_com_Beto-Pitombo_Cescé-Amorim_Timbaúba-Albuquerque_e_Bruno-Bezerra

Não adianta produzir eventos musicais com artistas locais e não dar-lhes o devido respeito e visibilidade. Mais uma vez a Prefeitura Municipal de Feira de Santana pecou e feio com a pífia divulgação, pra não dizer inexistente, do show “Encontro” em que grandes e memoráveis nomes da musica baiana e que forjaram grande parte de sua obra em Feira de Santana se apresentaram por ocasião do aniversário da cidade. Lamentável perceber que quando se trata de artistas locais não apenas os cachês são menores como a divulgação praticamente não existe, mesmo que os artistas em questão gozem de grande prestígio pela obra que possuem.

A Prefeitura Municipal de Feira tem espaços publicitários em rádios, jornais, sites e certamente na TV local, porém, não usou estes espaços para publicizar o show em questão. Este e outros exemplos mostram que se fosse uma atração de fora da cidade o tratamento seria outro, a divulgação ampla seria garantida e certamente o cachê melhorado.

A pergunta que não quer calar é: Por que o governo municipal insiste em tratar de forma desrespeitosa os artistas e a produção local?

Incentivar a música, a arte e a cultura local não é favor nenhum. Ao contrário, é dever do poder público municipal zelar pela cultura popular e prestigiar os artistas dessa comunidade, incentivando-os, dando-lhes visibilidades e não apenas jogando-lhes num grande palco. O prefeito tem que estar atento e deveria dar atenção especial a isso.

Beto Pitombo, Cescé Amorim e Timbaúba Albuquerque todos com bem mais de 30 anos de carreira dispensam as apresentações. Individualmente são grandes artistas, com uma obra atemporal sendo sucesso garantido em qualquer apresentação onde estejam. E no meio destes grandes mestres da música feirense, o jovem talentoso e experiente cantor, compositor e instrumentista Bruno Bezerra que tem se destacado por seu trabalho autoral inspirado na cultura do Sertão. O Show Encontro aconteceu na noite desta terça-feira (16), no Espaço Marcus Moraes (antigo ponto de ônibus), na Avenida Getúlio Vargas.

Mais uma vez Jailton Batista à frente da Secretaria de Cultura, Esporte e Lazer (Secel) fez um belo trabalho ao propor num mesmo palco o “Encontro” desses grandes artistas. Muitos já começam a lamentar a sua saída, Batista que entregou sua demissão ao prefeito José Ronaldo, à frente da Secel não somente dialogou com artistas e produtores independentes na cidade, estreitou laços com instituições sérias como o Cuca/Uefs e como também realizou grandes acontecimentos a exemplo do Natal Encantado.

Não se pode dizer o mesmo da Secretaria Municipal de Comunicação Social (Secom). Já que, segundo o Diretor de Eventos Naron Vasconcelos, que admitiu não ter havido a devida divulgação do show, o pecado foi da Secom que não divulgou corretamente o evento. “Eu e Jailton fizemos o projeto, apresentamos e era papel deles [da Secretaria de Comunicação Social] divulgar o evento”, concluiu Naron que não escondia a alegria em ter participado da idealização do importante show.

Falando ao Blog Bahia Geral, Jailton Batista atribuiu a quase inexistente divulgação do show a uma “possível falha de comunicação” entre as secretarias. De fato, houve uma enorme “falha” de comunicação, na verdade um falta ou pecado. Que tem sido comum quando se trata de produções de artistas locais, grande pecado.

Apesar do belo palco o som também deixou a desejar e não esteve à altura nem dos grandes artistas que se apresentaram nem dos músicos que os acompanharam, a exemplo de Marcel Torres (vencedor do prêmio Vozes da Terra) nos violões, o talentoso Anderson Silva esteve no baixo e os outros belos exemplos da música boa que sempre se fez em Feira de Santana e que compuseram a banda.

Excetuando o som de péssima qualidade e o “pecado” da prefeitura, o show foi um belo espetáculo e animou o público presente. O Espaço Marcus Moraes somente não encheu por conta da falta de divulgação. Mesmo assim, surpreendidas com o evento, muitas pessoas pararam, estacionaram seus veículos e foram assistir ao excelente espetáculo. Todas comentando o fato de não terem “escutado nada sobre o evento”.

No final do espetáculo, é digna de nota a especialíssima participação de outro grande mestre da nossa música, Tonho Dionorina. Beto Pitombo, Cescé, Timbaúba e Bruno Bezerra convidaram o mestre Dionorina para fechar a apresentação.

Esperamos que a Prefeitura mude a postura, a Secom reveja suas ações e que numa próxima oportunidade a divulgação seja feita à altura da boa música que se produz em Feira de Santana. Uma oportunidade se apresenta, já que, em nota na sua página no Facebook, o grande mestre Timbaúba Albuquerque informou que “Encontro” dele “com Cescé Amorim, Beto Pitombo e Bruno Bezerra será reprisado na semana do Natal”.

O poder público municipal não pode fechar os olhos para a produção artística local, fingir que ela não existe ou tratá-la como menor. Os artistas de Feira são ótimos e atraem público sim. Basta divulgar. Afinal, Feira Pulsa. Viva Feira!

Jamil Souza

Grupo espanhol vai investir 18 milhões de euros para se instalar e reciclar o lixo de Feira de Santana

O lixo domiciliar e o entulho, produzido pela construção civil, saem das ruas e são levados para um aterro, mas, poderiam ser tratados e reciclados. Prefeito José Ronaldo em reunião com executivos de grupo Espanhol que pretende reciclar o lixo da cidade.

O lixo em Feira de Santana que já foi responsável por debates, brigas e escândalos envolvendo o poder público municipal e políticos da cidade, vai ser explorado pelo grupo espanhol Fortis Detailed Studies S.L., especializado na reciclagem de lixo e na sua transformação em energias renováveis. Os espanhóis informaram, nesta quarta-feira (05), que pretendem investir 18 milhões de euros na implantação de uma usina de tratamento de lixo na cidade.

Prefeito José Ronaldo em reunião com executivos de grupo espanhol que pretende reciclar o lixo da cidade. (Foto: Secom/PMFS)

Prefeito José Ronaldo em reunião com executivos de grupo espanhol que pretende reciclar o lixo da cidade. (Foto: Secom/PMFS)

O prefeito José Ronaldo de Carvalho recebeu no Paço Municipal Maria Quitéria a visita do empresário Francisco Javier Ávila, que lhe passou confirmação. A instalação da empresa se dará aravés de uma PPP, Parceria Público Privada, cujos detalhes estão sendo tratados entre a Fortis Detailed e as secretarias municipais do Planejamento, Convênio e Gestão e Serviços Públicos.

De acordo com informações do site da prefeitura de Feira, a implantação da usina vai gerar entre 150 a 400 empregos diretos. Ainda que o grupo espanhol tem 24 anos de mercado e atua em mais de 20 países espalhados pela Europa, África, Ásia e Oceania, com sede nas proximidades da cidade de Granada. A vinda da empresa é um resultado das visitas do prefeito José Ronaldo à Espanha, com destaque para a segunda visita oficial que o prefeito fez a cerca de três meses com o fim de atrair investimentos para Feira de Santana.

Jamil Souza
 

Big brother feirense: Zoom das câmeras que estão sendo instaladas na cidade é de 1,5 km

Segundo relatou um diretor da empresa contratada pelo governo municipal para montar a parafernália, no big brother feirense serão utilizados equipamentos com “tecnologia de ponta”. Em relação aos custos dessa empreitada para os cofres públicos nada foi declarado.

Os cidadãos de Feira de Santana já podem se sentir fazendo parte de um grande reality show cercado de olhos/câmeras por todos os lados. A instalação de câmeras de monitoramento pela prefeitura municipal em vários pontos da cidade, incluindo a zona rural, tem por finalidade garantir vigilância, aumentar a segurança e faz parte de uma parceria com o governo federal. De acordo com a prefeitura as câmeras serão programadas para funcionar 24hs por dia e possuem lentes poderosas, seu alcance podendo chegar a distâncias de até 1,5 quilômetros, não deixando nada livre de sua observação.

As imagens captadas por estes “olhos” e que estão programados para não perder nada diante do seu campo de visão, serão transmitidas em tempo real e enviadas a uma central, que vai ficar na Secretaria de Prevenção à Violência (Seprev) ligadas por cabo ótico ou via rádio. Inicialmente as câmera serão instaladas na Estação de Transbordo Central (Modezil Cerqueira), na rua Olímpio Vital, o primeiro espaço público a receber os equipamentos. Ainda de acordo com a prefeitura, serão instalados 197 destes equipamentos em locais da na zona urbana e na também na zona rural. Os locais serão definidos com base em dados estatísticos, relacionados às ocorrências nos locais.

Alguns detalhes técnicos do equipamento foram divulgados numa matéria publicada no site da prefeitura municipal. Segundo relatou um diretor da empresa contratada pelo governo municipal para montar a parafernália, no big brother feirense serão utilizados equipamentos com “tecnologia de ponta”. Em relação aos custos dessa empreitada para os cofres públicos nada foi declarado.

Não sabemos quanto custou para os contribuintes feirenses montar toda essa estrutura de monitoramento. Mas, uma coisa fica clara: se o equipamento é de última geração o custo do investimento não pode ser barato. Esperamos que este sistema que promete garantir vigilância de 24 horas seja usado na sua plenitude e não vire um “elefante branco”. Só tempo dirá!

Se eles nos espiam, nós também estaremos de olho.

Jamil Souza

Concurso da Prefeitura de Feira: Uefs encerra sua participação retificando lista de convocados para professor

As provas do concurso público foram realizadas domingo (25), pela Universidade Estadual de Feira de Santana (Uefs). O resultado do concurso será divulgado dentro de 15 dias.

As provas do concurso público foram realizadas domingo (25), pela Universidade Estadual de Feira de Santana (Uefs). O resultado do concurso será divulgado dentro de 15 dias.

A Uefs retificou a relação dos candidatos aprovados para o cargo de professor do concurso público da Prefeitura Municipal de Feira de Santana. Estão sendo convocados 50 aprovados, em conformidade com o Edital, e não apenas 20, como foi inicialmente divulgado.

O resultado final do concurso público está publicado nos sites www.uefs.br, (em Notícias e na seção Concursos e Seleções) e www.feiradesantana.ba.gov.br, da Prefeitura Municipal de Feira de Santana.

Com esta divulgação, a Universidade Estadual de Feira de Santana encerra a participação no concurso. As próximas etapas, de homologação, nomeação e posse, estão sob a responsabilidade da Prefeitura Municipal, através da Secretaria de Administração.

Fonte: Ascom/Uefs
 
 

Concurso da Prefeitura de Feira de Santana: após julgamento dos recursos, já está disponível a lista com a nova relação dos aprovados

Confira a lista com a nova relação de aprovados no concurso da Prefeitura de Feira de Santana.

Já está disponível a nova relação de aprovados no concurso da Prefeitura de Feira de Santana após o julgamento dos recursos. A Universidade Estadual de Feira de Santana, UEFS, responsável pelo concurso, divulgou a nova lista.

Nessa etapa foram julgados os recursos ao resultado da etapa única do concurso para os cargos de Intérprete de Libras, Secretário Escolar e Técnico em Enfermagem e primeira etapa para os demais cargos.

Confira aqui a lista com a nova relação de aprovados no concurso da Prefeitura de Feira de Santana.

Eleições 2012: Queda de José Ronaldo e crescimento de todos os outros candidatos, revela pesquisa do Ibope

Eleições_2012_Feira de Santana_Pesquisa_Ibope

Foi divulgada nesta quinta-feira (27), a segunda pesquisa Ibope de intenções de votos dos eleitores de Feira de Santana nessas eleições 2012. Os números foram divulgados pela TV Subaé, afiliada da Rede Bahia na cidade, realizada pelo Instituto Brasileiro de Opinião Pública e Estatística (IBOPE), entre os dias 24 e 25 de setembro.

Em relação a pesquisa anterior, o candidato democrata José Ronaldo caiu de 76% para 63%. O candidato do PT, Zé Neto saiu de 8% para 16%. O atual prefeito de Feira de Santana, Tarcízio Pimenta (PDT), passou de 3% para 8%. Jhonatas Monteiro (PSOL), que na última pesquisa tinha 1% das intenções de voto, agora pontua com 3%. Brancos e nulos caíram de 5% para 4%, indecisos de 7% para 6%.

A pesquisa também perguntou em qual candidato o eleitor não votaria. Tarcízio Pimenta tem 50% de rejeição, seguido de Jhonatas Monteiro com 31%, Zé Neto com 24% e José Ronaldo com 12%. 3% dos eleitores ouvidos votariam em qualquer um dos candidatos. 9% não sabe ou não responderam.

Governo Municipal – Em relação a avaliação do governo municipal. 2% consideram ótima, 14% boa, 39% regular, 17% ruim e 24% consideram a administração municipal péssima. 3% não souberam responder ao questionamento.

Governo Estadual – Sobre a administração do governador Jaques Wagner, 6% consideram ótima, 27% boa, 36% regular, 11% ruim e 14% péssima. 8% dos entrevistados não responderam o questionamento.

A pesquisa ouviu 504 eleitores em Feira de Santana e está registrada no Tribunal Superior Eleitoral sob o número 00234/2012. A margem de erros é 4 pontos percentuais para mais ou para menos.

 

TJ-Ba suspende liminar de concurso público realizado pela Prefeitura de Feira de Santana e Uefs divulgará o resultado da prova objetiva

As provas do concurso público foram realizadas domingo (25), pela Universidade Estadual de Feira de Santana (Uefs). O resultado do concurso será divulgado dentro de 15 dias.

As provas do concurso público foram realizadas no dia 25 de março, pela Universidade Estadual de Feira de Santana (Uefs). Oferece 213 vagas distribuídas em 22 setores da administração municipal, com salários que variam de R$ 545,00 a 2.260,45, podendo chegar a R$ 5.507,65 com gratificações. Ao todo, 19.867 pessoas se inscreveram e realizaram a primeira etapa.

O Tribunal de Justiça do Estado da Bahia suspendeu os efeitos da liminar/antecipação de tutela deferida pelo juízo da 1ª Vara da Fazenda Pública que impossibilitou o andamento do concurso público realizado pela Prefeitura de Feira de Santana em março deste ano. Diante da decisão, já estão sendo adotadas as providências necessárias junto à Universidade Estadual de Feira de Santana (Uefs) para a publicação do resultado da prova objetiva.

No entendimento do presidente do TJ-Ba, desembargador Mário Alberto Hirs, a impugnação do concurso “causa lesão à ordem pública, uma vez que inviabiliza o provimento de cargos necessários ao funcionamento da máquina administrativa municipal”. Ele justifica ainda que o Município comprovou, mediante apresentação de documentos, que não existem irregularidades na contratação de candidatos aprovados em concurso anterior.

A não nomeação dos aprovados no concurso público realizado em 15 de dezembro de 2006 foi o motivo alegado para o pedido de suspensão do certame deste ano. No entanto, o presidente do Tribunal de Justiça reconhece que “todos os candidatos aprovados dentro do número de vagas ofertadas no edital foram nomeados”.  A decisão sobre o pedido da Procuradoria Geral do Município foi publicada no dia 21 deste mês.

O concurso oferece 213 vagas distribuídas em 22 setores da administração municipal, com salários que variam de R$ 545,00 a 2.260,45, podendo chegar a R$ 5.507,65 com gratificações, de acordo com o edital publicado em 29 de novembro. Ao todo, 19.867 pessoas se inscreveram e realizaram a primeira etapa.

Os candidatos disputam vagas de professor (50), secretário escolar (20), técnico de enfermagem (20), especialista em educação (20), agente de trânsito (15), auditor fiscal (15), médico (10), enfermeiro (10), motorista (10), engenheiro civil (8), operador de máquinas pesadas (7), assistente social (6), arquiteto (5), fiscal de serviços públicos (5), contador (3), intérprete de libras (3), engenheiro agrônomo (1), engenheiro ambiental (1) e engenheiro químico (1), além de biólogo (1), geólogo (1) e mecânico de máquinas e veículos (1).

 

Com a saída de Fabrício Almeida da Secretaria de Comunicação da prefeitura de Feira, assume Madalena de Jesus

Jornalista_Madalena_de_Jesus

O jornalista Fabrício Almeida está se desligando da Secretaria Municipal de Comunicação Social (Secom) de Feira de Santana. Ele será substituído pela também jornalista, Madalena de Jesus, servidora da pasta e que há pouco mais de um ano responde pela diretoria do Departamento de Jornalismo. Os atos de exoneração e nomeação serão publicados nesta quinta-feira (5).

Madalena é funcionária da Secom há 20 anos. Desde a criação do órgão, é a primeira funcionária do quadro efetivo a assumir o cargo e torna-se, a partir de hoje, a única mulher no primeiro escalão da Prefeitura de Feira de Santana.

Além de jornalista, Madalena de Jesus é também radialista e professora de Literatura e Língua Portuguesa. Natural de Conceição do Jacuípe, ela é radicada em Feira de Santana desde 1977, quando chegou a cidade para concluir o Ensino Médio no Colégio Estadual. Graduada em Letras pela Universidade Estadual de Feira de Santana (Uefs), é pós-graduada em Docência do Ensino Superior pela FTC Feira. Já prestou serviços de assessoria às duas instituições, bem como à Câmara Municipal de Feira de Santana.

Como jornalista, Madalena passou pelo jornal Folha do Estado, com atuação destacada na Editoria Política, revista Panorama, jornais Folha do Norte e Feira Hoje, este já extinto há alguns anos. Teve atuação ainda como assessora de comunicação da Prefeitura de Itabuna.

Na Educação, ministra aulas de pós-graduação em faculdades do interior da Bahia, e foi professora de Literatura, Produção de Texto e Estágio Supervisionado, na Faculdade Regional de Ribeira do Pombal (Farp). Responsável pela organização do livro Estrada do Tempo (2006), uma coletânea de textos do jornalista Egberto Costa, também editou a publicação “Amélia Rodrigues: Uma Mulher, Uma Cidade”, história contada pelos próprios habitantes (1997).

Ao longo de 35 anos de profissão, Madalena colecionou muitos prêmios, especialmente na área de Comunicação. Recebeu o Troféu Imprensa de Feira de Santana, Troféu Jornalista Arnold Silva por quatro anos consecutivos, conferido pela Câmara Municipal pelo trabalho na cobertura política, e o Prêmio Juarez Bahia de Imprensa por duas vezes. Foi também homenageada com o Troféu M de Mulher.

Secom/PMFS
 

Vereador afirma que a prefeitura de Feira de Santana gasta R$ 300 mil por ano para fiscalizar o transporte clandestino, mas a empresa não atua

Até o presidente Justiniano França (DEM) tentou, sem sucesso, desviar o foco das críticas à ausência de Paulo Souto no debate em Feira de Santana. (Foto: Ascom CMFS)

Durante a sessão da Câmara Municipal de Feira de Santana desta terça-feira (26) o vereador oposicionista Justiniano França afirmou que a empresa P & K Vigilância e Segurança Patrimonial Ltda é contratada pela Prefeitura Municipal de Feira de Santana para fazer a fiscalização do transporte clandestino, porém, não realiza o trabalho. Segundo o vereador, a prefeitura paga R$300,00 por ano para empresa realizar um serviço que não acontece.

De posse de documentos, ele disse que a empresa recebe mensalmente R$ 27.233,52 da Prefeitura para fazer o serviço de fiscalização do transporte clandestino.

O vereador falou que o transporte clandestino está operando em vários pontos da cidade.  E questionou: “se esta empresa está recebendo mais de R$ 300 mil por ano e o serviço não está acontecendo, de quem é a responsabilidade?”. Em seguida ele mesmo respondeu: “da Secretaria Municipal de Transportes e Trânsito”.

Para Justiniano, o secretário de Transportes e Transito Flailton Frankles “tem que mostrar por que não está acontecendo a fiscalização contra o transporte clandestino na cidade”.

Prefeitura de Feira de Santana cria uma secretaria extraordinária de Ciência

Advogado_Celso_Pereira

Feira de Santana passa a contar com mais uma secretaria municipal, a partir de agora as ações da Administração Municipal na área de inovação, ciência e tecnologia serão coordenadas, supervisionadas e executadas pela Secretaria Municipal Extraordinária de Ciência, Tecnologia e Informações. O decreto instituindo a criação do órgão foi publicado nesta sexta-feira (01) em jornal de circulação local.

A Secretaria será comandada pelo advogado Celso Pereira, que deixa a Secretaria Municipal de Governo e assume a nova pasta. Segundo ele, a administração pública municipal ganha um instrumento legal para organização e centralização de todas as ações desenvolvidas no setor.

Caberá à Secretaria de Ciência formular e coordenar a implantação de uma política de promoção ao desenvolvimento científico em suas variadas formas. “O propósito do Governo é abranger todas as áreas da administração, desde a Educação até os serviços e equipamentos já existentes”, ressalta Celso Pereira.

O órgão ficará responsável por elaborar o Plano Municipal de Desenvolvimento Científico e Tecnológico, além de promover e executar ações através de convênios e firmar parcerias com entidades nacionais ou estrangeiras que exerçam atividades destinadas a estudos e pesquisa inerentes ao desenvolvimento científico e tecnológico.

Com a implantação da pasta, o Município deverá promover bienalmente a Conferência Municipal de Tecnologia e Ciência. Conforme decreto, durante a vigência da Secretaria Municipal Extraordinária, a ela ficará subordinado o expediente do Conselho Municipal de Ciência, Tecnologia e Informações.

 

Agentes Comunitários de Saúde de Feira de Santana reivindicam ao Governo Municipal o pagamento do piso nacional da categoria

No bolso da camisa dos Agentes Comunitários de Saúde (ACS) de Feira de Santana vem indicando o papel da categoria: cuidar da Saúde da Família.

No bolso da camisa dos Agentes Comunitários de Saúde (ACS) de Feira de Santana vem indicando o papel da categoria: cuidar da Saúde da Família.

O Ministério da Saúde baixou portaria em março, com efeito retroativo a janeiro deste ano, estabelecendo o piso dos Agentes Comunitários de Saúde em R$ 871,00 em todo o país, mas a Prefeitura de Feira de Santana ainda não encaminhou projeto de lei à Câmara Municipal estabelecendo o novo valor. Os agentes comunitários de saúde da cidade reivindicam ao Governo Municipal o pagamento do piso nacional da categoria.

Vereadora Cíntia Machado (PSL)

A vereadora Cíntia Machado fez a leitura na Tribuna da Câmara de um ofício do Sindicato dos Agentes Comunitários de Saúde, durante a sessão desta terça-feira (15), em que a entidade apela ao prefeito Tarcízio Pimenta pela regularização do quadro salarial. “Espero que o prefeito encaminhe o projeto para a Câmara”, afirmou a vereadora.

Para a vereadora Cíntia, o salário preconizado pelo Ministério da Saúde  é muito pouco ainda.  Em sua opinião, a reivindicação é justa. Ela conclamou os colegas vereadores a assinar documento pedindo ao prefeito o encaminhamento do projeto.

A vereadora disse que o agente comunitário é o profissional mais importante do posto de saúde. “Digo isso não desmerecendo médico e enfermeira. O agente é quem acompanha a vida do paciente. Vive na comunidade. É vizinho muitas vezes, do cidadão assistido. Faz o papel de pai, mãe, psicólogo, terapeuta. O posto não funciona sem ele. Deve ser valorizado”.

Camarote Divulga Folia: péssima iluminação, lixo acumulado e uma geladeira de enfeite no camarote da destinado aos profissionais da imprensa que trabalham em sites, blogs e rádios

Profissionais da imprensa em meio ao lixo que acumulou-se durante todo o sábado e ficou até o domingo por volta das 23:00hs.

 

Os pequenos veículos de comunicação que não dispõem de muita grana ou que não conseguem patrocínio da Prefeitura Municipal ou de deputados ligados ao prefeito ou a qualquer outro político para montarem camarotes suntuosos e exclusivos sofrem o desrespeito e descaso por parte da organização da Micareta de Feira de Santana e são obrigados a trabalhar em condições vergonhosas. O camarote disponibilizado para os correspondentes de sites de notícias, blogs e de emissoras de Rádio de cidades como São Gonçalo, Cruz das Almas, Coração de Maria e de Feira de Santana é pequeno, com péssima iluminação e sem cadeiras suficientes para todos, um verdadeiro desrespeito e uma afronta aos profissionais que se servem do espaço que este ano chamou-se Camarote Divulga Folia.

Os profissionais da imprensa que utilizam o referido camarote receberam a visita de autoridades importantes, tais como: o Cineasta e Diretor Geral do IRDEB (Instituto de Radiodifusão Educativa da Bahia), Pola Ribeiro, o Deputado Estadual e líder do Governo na Assembleia Legislativa da Bahia, Zé Neto (que visitou o espaço em várias oportunidades) e o Secretário de Comunicação do Estado da Bahia, Robson Almeida. E todos, sem exceção, tiveram que ser entrevistados em pé por falta de assentos no local.

Além da sujeira que se acumula por falta de recolhimento do lixo no camarote, escolhi um símbolo do flagrante desrespeito e prova irrefutável do descaso a que os profissionais da “pequena”, mas, não menos importante, imprensa que cobre a Micareta de Feira 2012, foram submetidos pela Secretaria de Comunicação. O símbolo escolhido foi uma pequena geladeira, um frigobar, para ser mais exato. O aparelho que deveria servir para gelar a água nele colocada por servidores da prefeitura, apenas serve de enfeite e acaba por cumprir uma papel contrário ao seu propósito, já que aquece a água. Vez por outra os profissionais da imprensa recebiam para beber com a água quente fornecida pela prefeitura, umas bandejas com salgados, estes sim frios. O trabalho foi regado a água quente e pão frio. O lixo dividiu espaço com os profissionais até por volta das 23:00hs quando foi retirado com ajuda de gente da imprensa.

Geladeira de enfeite no Camarote Divulga Folia. Pão e água quente.

Lamentável esta constatação, já que no ano passado a Prefeitura de Feira disponibilizou um espaço bem melhor que o deste ano que recebeu o nome de Camarote da Mídia. Em 2011 o camarote foi melhor iluminado, mais arejado e não sofreu descaso dos organizadores da festa. Não sei se o espaço foi melhor porque era usado também pelos profissionais da Secretaria de Comunicação da Prefeitura Municipal de Feira de Santana.

“As instalações deste ano são piores do que as do ano passado que, por sua vez, foram piores do que as do ano anterior” afirmou Emanoel Freitas organizador do site Viva Feira. Que também reclamou do não cumprimento dos horários para desfiles das atrações da festa e da costumeira fila de trios que se formam no final da festa. Neste momento os trios se empurram e a confusão sonora é geral, já que ficam muito próximos um do outro.

Por Jamil Souza